segunda-feira, 22 de maio de 2017

minh'alma é meu corpo à flor da pele

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas





eu encontro comigo o tempo todo.   um eu ficou naquela esquina, o outro naquele peito, e acho que me vi de relance no fundo da memória de alguém que eu mesmo não lembrava mais.   são estranhos os encontros. nem sempre
me reconheço.   









5 comentários:

✿ chica disse...

Corpo à flor da pela...Emoções...Lindo aqui,Margoh! bjs, ótima semana! chica

Majo Dutra disse...

Há uma rara beleza subtil no seu poema...
Gostei.
Uma semana muito agradável.
Abraço
~~~

lis disse...

Encontros_ sempre tão imprecisos.
sim,são estranhos margoh

Pedro Coimbra disse...

Alma desnudada aqui para todos podermos apreciar.
Bjs

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, sua alma é flor da pele, imagino a maravilhosa flor e o seu belo perfume natural.
AG